Dragon Age: Origins

Dragon Age: OriginsSem nenhuma dúvida, a Bioware é uma das empresas que mais se beneficiou com os avanços gráficos proporcionados pela geração recente de videogames. Embora a companhia se estabelecido durante os anos 1990 como um dos grandes nomes na produção de RPGs eletrônicos, foi somente na última década que o potencial de seus títulos realmente atingiu o ápice.

Quem pôde acompanhar a evolução dos lançamentos da empresa sabe que cada novo lançamento é uma espécie de aprimoramento do anterior. Títulos como Baldur’s Gate, apesar da importância história, ofereciam uma jogabilidade bastante limitada, e um nível de dificuldade que assustava até mesmo jogadores experientes. Cada lançamento posterior melhorou substancialmente este aspecto, que tem seu melhor momento em Dragon Age: Origins. Continuar lendo

Anúncios
Publicado em Jogos Eletrônicos, Reviews | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Bakuman

BakumanUm dos aspectos que mais me interessa nos quadrinhos japoneses em relação àqueles produzidos no ocidente (principalmente nos Estados Unidos) é a maior liberdade de criação do mercado mainstream. Enquanto o mercado de comics é focado quase que exclusivamente em tramas envolvendo super-heróis, os mangás possuem uma variedade de assuntos muito grande, mesmo que em vários momentos recorram a fórmulas bastante manjadas.

Entre os diversos títulos de sucesso publicados atualmente no Japão, Bakuman se destaca por ser um mangás sobre… escrever mangás. O trabalho é repleto de metalinguagem, e serve como uma verdadeira aula sobre os bastidores de um dos mercados de quadrinhos mais produtivo e lucrativo do mundo. Continuar lendo

Publicado em Quadrinhos, Reviews | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Como começar a ler quadrinhos?

Como começar a ler quadrinhos?Quando iniciei o blog, a intenção era falar essencialmente sobre música – daí o nome Disco Arranhado. Porém, como o tempo e o interesse mostraram, foram as histórias em quadrinho que realmente se destacaram entre as 100 postagens publicadas até o momento.

Para comemorar essa marca histórica (ao menos para um blog escrito inteiramente por mim), decidi fazer um pequeno guia com dicas de leitura para se iniciar nesse meio. Afinal, não é todo mundo que cresceu lendo quadrinhos desde pequeno. Além disso, a grande quantidade de material disponível atualmente nas bancas e livrarias é capaz de assustar até mesmo quem já conhece alguns autores e personagens famosos. Continuar lendo

Publicado em Especiais, Quadrinhos | Marcado com , , , , , , , , , | 2 Comentários

Megamente

MegamenteAlgo que fica claro para todo mundo que acompanha o mundo do cinema, literatura, jogos eletrônicos ou quadrinhos é que, com raras exceções, os vilões são sempre mais interessantes que os heróis. Por mais estúpidos que sejam os objetivos e métodos usados, a falta de freios morais desses personagens quase sempre permite que eles sejam desenvolvidos de forma melhor – em muitos casos, fica até mais fácil torcer por eles do que pelos moçinhos.

O maior trunfo de Megamente é justamente colocar o vilão no papel principal, brincando com esse papel de maneira bem humorada. Não só isso resulta em um filme com roteiro fora do convencional (embora com final previsível), como permite a realização de piadas diferentes e o uso de referências interessantes tiradas diretamente dos quadrinhos. Continuar lendo

Publicado em Animações, Cinema, Reviews | Marcado com , , , , , , , , | 1 Comentário

Fagin, o Judeu

Fagin, o JudeuApesar de servir como meio de entretenimento e conhecimento para diversas gerações, muitas das obras literárias consideradas como clássicas estão repletas de elementos bastante estranhos para o observador atual. Como consequência do período histórico em que foram compostos, muitos livros trazem ideias racistas ou preconceituosas que não soam muito corretas para um leitor bem informado.

Para encontrar essa situação, não é preciso consultar obras antigas – produções de quatro décadas atrás estão recheadas de elementos que hoje seriam motivo de polêmica. Porém, por questões de bom senso, mais do que tentar retirar esse elementos das obras “contaminadas”, é necessário um grande grau de bom senso para entender o contexto histórico e social da época em que foram compostas. Continuar lendo

Publicado em Quadrinhos, Reviews | Marcado com , , , , , , , , , | 2 Comentários

A Menina que Roubava Livros

A Menina que Roubava LivrosConfesso que, ao me deparar pela primeira vez com A Menina que Roubava Livros, encarei o livro com certo preconceito. Devido ao excesso de história que usam a Segunda Guerra Mundial como contexto, fica difícil pensar que algo original pode brotar do tema. Felizmente, apesar de seguir algumas convenções de produções com o tema, o livro consegue encontrar uma voz própria.

Não que haja grandes novidades em matéria de história, já que muitos dos acontecimentos são facilmente previsíveis. A grande sacada do autor, Marcus Zusak, está na opção da morte como narradora da trama. Além de permitir que certos dados sejam adiantados sem problema, essa narradora peculiar confere um tom de indiferença e distanciamento bastante incomum de encontrar em outros best-sellers. Continuar lendo

Publicado em Literatura, Reviews | Marcado com , , , , , , | 3 Comentários

A Torre Negra: Nasce o Pistoleiro

A Torre Negra: Nasce o PistoleiroAlém de ser conhecido como um dos grandes mestres do terror contemporâneo, Stephen King também possui a fama de não ser muito rigoroso quanto à adaptação de seus livros. Segundo o autor, o uso de outros meios não só permite um maior contato com sua obra, como de nenhuma maneira perverte o material original – afinal, se o filme ou série for ruim, a essência do livro ou conto original permanece a mesma.

A Torre Negra: Nasce o Pistoleiro não segue o mesmo caminho do livro em que a história foi baseada. Apesar de retratar somente aquilo que foi escrito por King, a série de quadrinhos inicia a história com fatos contados a partir do quarto volume da série, Mago e Vidro. Continuar lendo

Publicado em Quadrinhos, Reviews | Marcado com , , , , , | 1 Comentário