Discografia Básica: Derek and the Dominos – Layla and Other Assorted Love Songs

Até que ponto pode chegar uma paixão desenfreada? E se, além de intensa, essa paixão for proibida por se tratar da esposa de um de seus melhores amigos? O cenário pelo qual Eric Clapton passava em 1970, embora tivesse tudo para terminar em uma tragédia, foi transformado em uma obra de arte quando traduzido para a música, naquele que possivelmente é o melhor álbum de sua carreira: Layla and Other Assorted Love Songs.

Layla and Other Assorted Love SongsApós o final do Cream e o fracasso do Blind Faith, banda da qual participou ao lado do multi-instrumentista Steve Winwood, Clapton decidiu que era hora de deixar de lado o posto de “Deus da guitarra” e embarcar em projetos mais pessoais e tentar se livrar da pressão da imprensa e dos fãs, que esperavam ansiosamente pelo novo trabalho do guitarrista.

Durante esse período, Clapton participou de uma turnê ao lado da banda Delaney, Bonnie e Friends, na qual entrou em contato com o tecladista Bobby Whitlock, o baixista Carl Radle e o baterista Jim Gordon, que formariam a base do que se tornaria seu novo grupo, o Derek and the Dominos. Porém,  o que mais influenciou o álbum subsequente não foi o talento dos companheiros encontrados, mas sim as dificuldades pessoais pelas quais Clapton passava.

Apaixonado há muito tempo pela esposa do Beatle George Harrison, um de seus melhores amigos, Clapton sofria cada vez mais os efeitos que a relutância de Patty Boyd em abandonar o marido provocava. Dividido entre a paixão por uma mulher – que se não se entregava totalmente, também não lhe tirava as esperanças – e o sentimento de amizade, Clapton se afundou em uma depressão acompanhada pelo uso cada vez mais pesado de drogas.

Derek and the Dominos

Mesmo abalado pelos acontecimentos, Clapton entrou em estúdio para compor seu primeiro álbum solo, já sem sentir tanto o peso pelo apelido de “Deus da guitarra” – o surgimento de Jimi Hendrix fez com que quem procurava pelo novo virtuoso da guitarra passasse a cobrar do americano uma postura mais radical e original.

Embora os trabalhos no álbum já estivesse adiantados, sem dúvida a inclusão de Duane Allman (do Allman Brothers Band) foi decisivo para a qualidade obtido. A química com Clapton foi automática, gerando um dos melhores trabalhos de guitarra encontrados em um álbum de blues, incluindo alguns dos riffs mais marcantes da história.

O resultado não é nada menos do que excelente – embora 5 das 14 faixas sejam versões de canções tradicionais e covers (incluindo Little Wing, homenagem póstuma a Hendrix), todas se encaixam perfeitamente no conceito do álbum. As canções giram todas em torno de amores não correspondidos, em uma trilha sonora perfeita para aqueles momentos em que tudo parece impossível.

Entre as faixas que se destacam estão “Bell Bottom Blues”, “Why Does Love Got To Be So Sad?”, a apaixonante versão para “Little Wing” e, é claro, a inesquecível faixa título, “Layla”. Porém, o álbum é um dos raros casos em que todas as faixas valem a pena, e seria injustiça considerar alguma como ponto fraco.

Para quem tiver a oportunidade, vale a pena conferir a caprichada caixa especial comemorativa dos 20 anos do álbum batizada como “Layla Sessions”, lançada em 1990. Além do álbum principal e um disco com versões alternativas de algumas canções, a caixa traz um disco com as gravações de algumas das jams improvisadas entre Eric Clapton e Duane Allman, que mostram o nível de competência e química que os dois músicos possuíam.

Anúncios
Esse post foi publicado em Discografia Básica, Música e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Discografia Básica: Derek and the Dominos – Layla and Other Assorted Love Songs

  1. Danieli Dagnoni disse:

    Eu conhecia Layla, mas não conhecia a história.
    Sempre tenho a impressão de que quando conhecemos a história de uma canção ou o contexto do artista é mais fácil captar a essência dela, o que as notas querem dizer em seus arranjos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s